Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6603
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorReis, Érica Linharespt_BR
dc.contributor.authorSouza, Lucas Dimas de-
dc.date.accessioned2024-03-04T15:45:56Z-
dc.date.available2024-03-04T15:45:56Z-
dc.date.issued2024pt_BR
dc.identifier.citationSOUZA, Lucas Dimas de. Caracterização tecnológica de um rejeito de minério de manganês. 2024. 44 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Minas) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2024.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6603-
dc.description.abstractNeste trabalho são apresentados estudos de caracterização de um rejeito de minério de manganês de uma mineradora localizada no distrito manganesífero de São João Del Rei – MG. Na caracterização estão apresentadas análises granulométricas por peneiramento a úmido, mineralógicas por difração de Raios X e químicas, além de, análises de propriedades físicas como umidade e densidade. Após a caracterização tecnológica, foram realizados ensaios de concentração densitária e magnética, tendo como variáveis as frações granulométricas (amostra global e fração maior que 38μm) e variação da intensidade da corrente aplicada (ensaio de separação magnética). Na análise granulométrica da amostra global observou-se que 80% das partículas encontram-se abaixo de 0,185 mm. Conforme análise química da amostra global, os teores dos principais elementos analisados, Mn, Fe e SiO2, são iguais a 17,55%; 7,85% e 37,00%, respectivamente. Na caracterização mineralógica, identificaram-se os minerais de manganês espessartita, todorokita e pirolusita e o mineral de ganga quartzo. A partir das análises das propriedades físicas, pode-se observar umidade igual a 5,21% e densidade da amostra global igual a 2,89 g/cm³. Nos ensaios de concentração com a mesa oscilatória, o resultado mais satisfatório foi alcançado utilizando a amostra global, com uma recuperação metalúrgica de 45,79%. Neste ensaio, o teor de Mn foi de 28,04% enquanto o teor de SiO2 foi de 31,06%. Em relação à concentração magnética, observou-se que para ambas frações granulométricas, obteve-se uma recuperação metalúrgica de Mn em torno de 30% utilizando uma maior intensidade de campo (2A) com maior teor de Mn igual a 26,90% e SiO2 igual a 30%.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectCaracterização tecnológica de minériospt_BR
dc.subjectManganêspt_BR
dc.subjectRejeitos - mineraçãopt_BR
dc.subjectDeterminação mineralógicapt_BR
dc.titleCaracterização tecnológica de um rejeito de minério de manganês.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeReis, Érica Linharespt_BR
dc.contributor.refereeCota, Tiany Guedespt_BR
dc.contributor.refereeCheloni, Letícia Maria de Melo Silvapt_BR
dc.description.abstractenThis work presents characterization studies of a manganese ore tailings from a mining company located in the manganese district of São João Del Rei – MG. The characterization includes granulometric analyzes by wet sieving, mineralogical analyzes by X-ray diffraction and chemical analyses, in addition to analyzes of physical properties such as humidity and density. After technological characterization, density and magnetic concentration tests were carried out, with variables such as particle size fractions (global sample and fraction greater than 38μm) and variation in the intensity of the applied current (magnetic separation test). In the particle size analysis of the global sample, it was observed that 80% of the particles are below 0.185 mm. According to the chemical analysis of the global sample, the levels of the main elements analyzed, Mn, Fe and SiO2, are equal to 17.55%; 7.85% and 37.00%, respectively. In the mineralogical characterization, the manganese minerals spessartite, todorokite and pyrolusite and the gangue mineral quartz were identified. From the analysis of the physical properties, humidity equal to 5.21% and density of the global sample equal to 2.89 g/cm³ can be observed. In concentration tests with the oscillating table, the most satisfactory result was achieved using the global sample, with a metallurgical recovery of 45.79%. In this test, the Mn content was 28.04% while the SiO2 content was 31.06%. Regarding the magnetic concentration, it was observed that for both particle size fractions, a metallurgical recovery of Mn of around 30% was obtained using a higher field intensity (2A) with a higher Mn content equal to 26.90% and SiO2 equal to 30%.pt_BR
dc.contributor.authorID15.2.1058pt_BR
Appears in Collections:Engenharia de Minas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_CaracterizaçãoTecnológicaRejeito.pdf856,27 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.