Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/4282
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLana, Cláudio Eduardopt_BR
dc.contributor.authorCagnin, Mateus Fagundes-
dc.date.accessioned2022-07-05T12:34:09Z-
dc.date.available2022-07-05T12:34:09Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationCAGNIN, Mateus Fagundes. Depósitos cascalhosos da borda ocidental da Serra do Cipó (MG): idades, proveniência e reconstituição paleoambiental. 2022. 117 f. Monografia (Graduação em Engenharia Geológica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/4282-
dc.description.abstractA Serra do Espinhaço em Minas Gerais é uma das mais notórias feições do relevo do estado e representa a expressão geomorfológica da megaestrutura Faixa Araçuaí. A sua evolução como cordilheira e posterior retrabalhamento pelos agentes intempéricos geraram sistemas deposicionais distintos distribuídos por sua borda e seu interior. Tem-se, hoje, uma carência em informações e entendimento destes depósitos, sobretudo dos mais recentes. De tal forma, o objeto de estudo deste trabalho foram depósitos sedimentares inconsolidados, preliminarmente descritos como fragmentos de antigos leques aluviais, na borda oeste da Serra do Espinhaço na região da Serra do Cipó, próximos aos municípios de Santana de Pirapama, Santana do Riacho, Jaboticatubas e Sete Lagoas. Procurou-se compreender a origem dos sedimentos localizados em depósitos alçados em relação à rede de drenagem atual, as fácies presentes, bem como sua disposição no espaço. Para tal foi utilizada uma representação das fácies em perfis estratigráficos, além de análise das características composicionais, texturais e a datação destes depósitos. Ao final do trabalho foi possível estabelecer cenários pontuais da evolução paleoambiental da região nos últimos 45 mil anos, que, contrariando as primeiras impressões, não teria sido dominada apenas por leques aluviais, mas sim por uma associação de leques fluviais e leques dominados por fluxos de detritos e um sistema fluvial precursor dos atuais rios Cipó e das Velhas que retrabalha os sedimentos da área.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectGeologia estratigráfica - Quaternáriopt_BR
dc.subjectDepósitos sedimentarespt_BR
dc.subjectPaleoambientept_BR
dc.subjectDepósito fluvial - leque aluvialpt_BR
dc.titleDepósitos cascalhosos da borda ocidental da Serra do Cipó (MG) : idades, proveniência e reconstituição paleoambiental.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeCosta, Adivane Terezinhapt_BR
dc.contributor.refereeLana, Cláudio Eduardopt_BR
dc.contributor.refereeSouza, Maria Eugênia Silva dept_BR
dc.contributor.authorID14.1.1167pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Geologica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_DepositosCascalhososBorda.pdfArtigo principal17,37 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons