Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3163
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves, Amauri Cesarpt_BR
dc.contributor.advisorGonçalves, Nicolle Wagner da Silvapt_BR
dc.contributor.authorVastella, Fernanda Tavares-
dc.date.accessioned2021-05-26T17:44:56Z-
dc.date.available2021-05-26T17:44:56Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationVASTELLA, Fernanda Tavares. Um recorte de gênero no fenômeno da Uberização : uma análise sobre a jornada de trabalho da motorista mulher. 2021. 72 f. Monografia (Graduação em Direito) - Escola de Direito, Turismo e Museologia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3163-
dc.description.abstractA presente pesquisa se debruça sobre as estruturas que formam as jornadas de trabalho de motoristas inseridos no fenômeno da Uberização, de modo a compreender quais os possíveis reflexos advindos desse padrão de jornada quando analisado de acordo com o gênero de cada motorista. Dessa forma, o trabalho possui como objetivo a comparação entre as jornadas de trabalho produtivo e o reprodutivo, de motoristas homens e de motoristas mulheres cadastrados na plataforma de aplicativo Uber. Busca demonstrar como a desigualdade de gênero está presente nesse trabalho e pode se exteriorizar através das diferenças entre as jornadas laborais. Foi possível constatar que apesar de tratar de uma nova forma de organização do trabalho, constituído por uma jornada fora dos padrões previstos constitucionalmente e na Consolidação das Leis do Trabalho, a atividade reforça a desigualdade entre os gêneros, caracterizada pela imposição de duplas jornadas de trabalho e sobrecarga às motoristas mulheres. A pesquisa foi realizada com base em uma abordagem metodológica jurídico-sociológica, que utiliza documentação indireta representada por pesquisa bibliográfica, e direta, por meio da obtenção de dados advindos da pesquisa de campo realizada através da aplicação de questionário.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectEconomia compartilhadapt_BR
dc.subjectHorário de trabalhopt_BR
dc.subjectMotoristaspt_BR
dc.subjectDiscriminação de sexo contra as mulherespt_BR
dc.subjectSexismopt_BR
dc.titleUm recorte de gênero no fenômeno da Uberização: uma análise sobre a jornada de trabalho da motorista mulher.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeAlves, Amauri Cesarpt_BR
dc.contributor.refereeGonçalves, Nicolle Wagner da Silvapt_BR
dc.contributor.refereeMilanez, Felipe Comarelapt_BR
dc.contributor.refereeBagno, Lorena Isabella Marquespt_BR
dc.description.abstractenThe research focuses on the structures under the working hours of drivers inserted in the phenomenon of “Uberização”, thus understanding what are the possible reflexes arising from this pattern of journey when analyzed according to the gender of each driver. This work aims to compare the productive and reproductive working hours, of male drivers and female drivers registered on the Uber application platform. It seeks to demonstrate how gender inequality is present in this workspace and how it can be seen through the differences between working hours. It was possible to confirm that despite “Uberização” implies in a new form of work organization, constituted by a workday outside the constitutionally established standards and in the Consolidation of Labor Laws, the activity reinforces the inequality between genders, characterized by the imposition of double working hours and overload to female drivers. The research was carried out based on a juridical-sociological methodological approach, where it uses indirect documentation represented by bibliographic and direct research, by obtaining data from the field research carried out through the application of a questionnaire.pt_BR
dc.contributor.authorID14.2.6321pt_BR
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_RecorteGêneroFenômeno.pdf1,56 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons