Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1372
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDelgado, Victor Maia Sennapt_BR
dc.contributor.authorFontes, Amanda de Aguiar-
dc.date.accessioned2018-10-08T14:40:28Z-
dc.date.available2018-10-08T14:40:28Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationFONTES, Amanda de Aguiar. Disparidade salarial entre homens e mulheres : um estudo das variáveis explicativas para os anos de 2001 a 2015 por meio de uma estimação do modelo de Heckman. 2017. 52 f. Monografia (Graduação em Ciências Econômicas) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1372-
dc.description.abstractO foco deste trabalho é demonstrar a diferença salarial entre homens e mulheres ao longo dos anos de 2001, 2004, 2008, 2012 e 2015. Os dados foram retirados da PNAD(Pesquisa Nacional de Amostra por domicílio), considerando algumas variáveis significativas como filhos, escolaridade, idade , anos de trabalho, região e horas de trabalho. Será utilizado o modelo de dois estágios de Heckman, em primeiro estágio a probabilidade do indivíduo estar inserido no mercado de trabalho e no segundo os determinantes da renda. Em todos os casos analisados, a mulher tem uma renda menor, as pessoas com mais escolaridade ganham mais e conforme a idade os salários também aumentam. A variável filhos diminui a probabilidade da mulher estar inserida no mercado de trabalho e de possuir uma renda maior, comparado com homens e com mulheres que não possuem filhos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectSaláriospt_BR
dc.subjectTrabalho - aspectos econômicospt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectMercado de trabalhopt_BR
dc.subjectTrabalho - aspectos sociaispt_BR
dc.titleDisparidade salarial entre homens e mulheres : um estudo das variáveis explicativas para os anos de 2001 a 2015 por meio de uma estimação do modelo de Heckman.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 15/04/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeDelgado, Victor Maia Sennapt_BR
dc.contributor.refereeTorres, Carlos Eduardo da Gamapt_BR
dc.contributor.refereeOliveira, Héder Carlos dept_BR
dc.description.abstractenThis work’s focus is to demonstrate the gender pay gap over the years of 2001, 2004, 2008, 2012 and 2015. The data were collected from National Household Sample Survey (PNAD), taking relevant variables into consideration, such as children, educational stage, age, years of work experience, region and working time. Heckman’s two stages model is going to be used: at the first stage, the probability of the individual being inserted at the labour market; at the second, the determinants of income. In all analyzed cases, women are paid less than men. Highly educated employees have better salaries than less educated ones, and their payment increases over the years of experience. ‘Children’ variable reduces women’s likelihood of being in the labour market and getting better salaries, compared to childless men and women.pt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_DisparidadeSalarialModelo.pdf711,74 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons