Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6160
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorNalini Júnior, Hermínio Ariaspt_BR
dc.contributor.advisorTazava, Edisonpt_BR
dc.contributor.authorSilva, Tulio Santos Abrantes-
dc.date.accessioned2023-10-06T14:24:30Z-
dc.date.available2023-10-06T14:24:30Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationSILVA, Tulio Santos Abrantes. Geoquímica das formações ferríferas e carbonatos da região Mata dos Porcos, Sinclinal Dom Bosco, no Quadrilátero Ferrífero. 62 f. Monografia (Graduação em Engenharia Geológica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6160-
dc.description.abstractO presente trabalho trata-se do estudo da petrografia e geoquímica (elementar e isotópica) de Formações Ferríferas Bandadas e carbonatos de testemunhos de um furo de sondagem da Região da Mata dos Porcos, no Sinclinal Dom Bosco. A petrografia macroscópica foi fornecida por uma empresa de mineração, que doou as amostras para a UFOP. Para a petrografia microscópica foram confeccionadas e analisadas quatro lâminas delgadas, onde 3 foram classificadas como dolomitos e um itabirito. Os valores obtidos nas análises químicas mostram um possível contato litológico entre itabiritos e dolomitos. Os itabiritos estão mais no topo do perfil intercalados com dolomitos e dolomito ferruginoso. Os dolomitos, por sua vez, depois de 200 metros de profundidade são no geral a litologia dominante. É observado ao longo do perfil correlações negativas entre PPC (perda por calcinação) e SiO2, assim como entre a sílica CaO e MgO. As razões isotópicas de δ18O apresentam valores abaixo de -12‰, evidenciando assim possíveis alterações pós-deposicionais, nas quais podem estar alterando a química das litologias devido a percolação de fluidos. Os valores de δ13C são próximos de zero, porém ocorrem algumas exceções próximas de -4‰, ou menor, que sugerem reações de descarbonatação nos dolomitos devido a reações com a sílica, evidenciando provavelmente as correlações negativas entre SiO2 e δ13C. Nos itabiritos, os valores de δ13C podem ser próximos a esse valor de -4‰. Então, os resultados encontrados para δ13C nos itabiritos e dolomitos sugerem que estas litologias pertencem as formações Cauê e Gandarela, respectivamente. Estas estão invertidas na estratigrafia.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectGeoquímicapt_BR
dc.subjectQuadrilátero Ferríferopt_BR
dc.subjectIsótopos estáveispt_BR
dc.titleGeoquímica das formações ferríferas e carbonatos da região da Mata dos Porcos, Sinclinal Dom Bosco, no Quadrilátero Ferrífero.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeLeão, Lucas Pereirapt_BR
dc.contributor.refereeSampaio, Geraldo Magela Santospt_BR
dc.contributor.refereeNogueira, Leonardo Brandãopt_BR
dc.contributor.refereeNalini Júnior, Hermínio Ariaspt_BR
dc.contributor.authorID17.1.1500pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Geologica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_GeoquímicaFormaçõesFerríferas.pdf4,68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.