Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6122
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorReis, Bárbara Cristina Mendanhapt_BR
dc.contributor.advisorBarella, César Falcãopt_BR
dc.contributor.authorAnjos, Jordanna Misson Mota dos-
dc.date.accessioned2023-10-02T12:10:58Z-
dc.date.available2023-10-02T12:10:58Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationANJOS, Jordanna Misson Mota dos. Análise multicritério para estudo da influência do uso e ocupação do solo em processos de inundação: aplicação e comparação de cenários em Juiz de Fora (MG). 2023. 104. Monografia (Graduação em Engenharia Urbana) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6122-
dc.description.abstractOs recursos hídricos, mais especificamente os superficiais, demonstram sua importância no desenvolvimento das civilizações ao longo dos anos. As aglomerações urbanas se consolidaram ao redor de corpos hídricos, visando as facilidades no abastecimento de água, transporte, comunicação entre outras. No entanto, atualmente, essa relação mostra-se alterada principalmente em decorrência de eventos extremos de inundação, enchentes e alagamentos que afligem o meio urbano. Tal situação no Brasil está diretamente relacionada com a expansão urbana desordenada, que carece de um planejamento urbano e regional vinculado à gestão de recursos hídricos, haja vista que as cidades se encontram inseridas em bacias hidrográficas. Nesse contexto, visando contribuir com uma nova ferramenta de auxílio na gestão das cidades principalmente vinculada com os recursos hídricos, o presente trabalho objetivou realizar uma análise temporal do uso e ocupação do solo em Juiz Fora, que frequentemente é castigada com eventos de inundação, realizando também uma predição do uso e ocupação para o ano de 2030, por meio do plugin Molusce do software QGIS. Assim, considerando que alterações no uso e ocupação influem diretamente nos eventos de inundação, utilizando o processo de análise hierárquica (AHP), gerou-se mapas de suscetibilidade a inundação para a sub-bacia hidrográfica na qual o município está inserido, para os anos 1990, 2020 e 2030, para fins de comparação de cenários. Além disso, um mapa de validação do método empregado foi feito a partir do levantamento de pontos de inundação e alagamento no município. Os resultados da análise do uso e ocupação do solo mostraram que Juiz de Fora teve um crescimento urbano mais expressivo entre 1990 e 2000. Nos demais intervalos a urbanização apresentou uma taxa de crescimento em declínio. Houve aumento constante da classe floresta assim como aumento de urbanização em áreas isoladas indicando a presença de condomínios. A simulação para 2030 apontou uma estagnação da urbanização em termos de área. Os mapas de suscetibilidade à inundação e alagamento mostraram que as áreas com suscetibilidade alta e muito alta são, em grande maioria, áreas urbanas da sub-bacia. As manchas de suscetibilidade se alteraram ao longo dos anos conforme aumento da infraestrutura urbana. Para 2030, o mapa de suscetibilidade não teve alterações expressivas em relação ao cenário atual. Por fim, a partir do mapa de validação, constatou-se que as áreas de ocorrência de inundações e alagamentos estão nas áreas de suscetibilidade alta e muito alta, principalmente na região central e sudeste do município. A metodologia empregada mostrou-se como uma boa ferramenta para estudos do uso e ocupação do solo em sub-bacias hidrográficas e suas implicações em termos de gestão de recursos hídricos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectBacias hidrográficaspt_BR
dc.subjectSolos - Inundaçãopt_BR
dc.subjectSolos - inundação - prognósticopt_BR
dc.subjectProcesso decisório por critério múltiplopt_BR
dc.titleAnálise multicritério para estudo da influência do uso e ocupação do solo em processos de inundação: aplicação e comparação de cenários em Juiz de Fora (MG).pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeReis, Bárbara Cristina Mendanhapt_BR
dc.contributor.refereeBarella, César Falcãopt_BR
dc.contributor.refereeNunes, Aline de Araújopt_BR
dc.contributor.refereeNola, Iraydes Tálita de Senapt_BR
dc.description.abstractenWater resources, more specifically surface water, have demonstrated their importance in the development of civilizations over the years. Urban agglomerations have been consolidated around water bodies, aiming at facilities in water supply, transportation, communication, among others. However, currently, this relationship is altered mainly due to extreme flooding events, floods and floods that afflict the urban environment. This situation in Brazil is directly related to disordered urban expansion, which lacks urban and regional planning linked to water resources management, given that cities are inserted in watersheds. In this context, aiming to contribute with a new tool to assist in the management of cities mainly linked to water resources, the present work aimed to carry out a temporal analysis of land use and occupation in Juiz Fora, which is often punished with flood events, also making a prediction of use and occupation for the year 2030, through the plugin Molusce of the QGIS software. Thus, considering that changes in use and occupation directly influence flood events, using the hierarchical analysis process (AHP), flood susceptibility maps were generated for the sub-basin in which the municipality is inserted, for the years 1990, 2020 and 2030, for the purpose of comparing scenarios. In addition, a validation map of the method employed was made from the survey of flooding and flooding points in the municipality. The results of the analysis of land use and occupation showed that Juiz de Fora had a more expressive urban growth between 1990 and 2000. In the other intervals, urbanization presented a declining growth rate. There was a constant increase in the forest class as well as an increase in urbanization in isolated areas indicating the presence of condominiums. The simulation for 2030 indicated a stagnation of urbanization in terms of area. The flood susceptibility maps showed that the areas with high and very high susceptibility are mostly urban areas of the sub-basin. The susceptibility patches have changed over the years as urban infrastructure has increased. For 2030, the susceptibility map had no significant changes compared to the current scenario. Finally, from the validation map, it was found that the areas of occurrence of flooding are in the areas of high and very high susceptibility, mainly in the central and southeastern regions of the municipality. The methodology employed proved to be a good tool for studies of land use and occupation in sub-basins and its implications in terms of water resources management.pt_BR
dc.contributor.authorID18.1.1365pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Urbana

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_AnáliseMulticritérioEstudo.pdf8,67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.