Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5892
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMayer, André Luiz Monteiropt_BR
dc.contributor.authorBispo, Helzaine das Dores-
dc.date.accessioned2023-08-30T17:41:02Z-
dc.date.available2023-08-30T17:41:02Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationBISPO, Helzaine das Dores. O SUS antes e durante a pandemia e os desafios ao trabalho de assistentes sociais. 2023. 76 f. Monografia (Graduação em Serviço Social) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5892-
dc.description.abstractEsta pesquisa, objetiva analisar e estudar os principais conceitos que regem a criação do Sistema único de saúde - SUS, principalmente em relação ao contexto histórico da época, período ditatorial, e como esse contexto influenciou diretamente nos movimentos em prol da saúde. Ademais, o cenário em que o país se encontrava nos anos anteriores e durante o movimento conhecido como reforma Sanitária, este que foi responsável pela criação do SUS. A reforma sanitária foi um movimento criado em 1970, durante a ditadura militar, por médicos, acadêmicos de medicina, conselhos de medicina, população, trabalhadores e sindicato. Após muita luta, o direito à saúde universal e o SUS, foram implementados na constituição federal de 1988, como um direito de todos e dever do estado e tendo como princípio a universalidade, equidade e integridade, ou seja, compromisso em atender a todos independentemente da cor, raça, gênero ou condição social. Contudo, somente após dois anos da CF é que foi realmente efetivada a lei da criação do SUS em 1990. Deste momento em diante, o SUS vem enfrentando ao longo dos anos, vários desafios relacionados ao desfinanciamento e insuficiência de recursos, como também, com tentativas de desmontes, privatização e terceirização. Não obstante, estando novamente na mira de governos neoliberais nos últimos anos, a eficiência do SUS foi provada mais uma vez quando em 2020, foi iniciada uma pandemia que atingiria o mundo todo e especificamente no Brasil, causaria ao total cerca de 700.000 mortes.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectSistema Único de Saúde - Brasilpt_BR
dc.subjectAssistentes sociaispt_BR
dc.subjectDoenças transmissíveispt_BR
dc.subjectPrivatizaçãopt_BR
dc.subjectSaúde pública - pesquisapt_BR
dc.titleO SUS antes e durante a pandemia e os desafios ao trabalho de assistentes sociais.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeMayer, André Luiz Monteiropt_BR
dc.contributor.refereeAlmeida, Sheila Diaspt_BR
dc.contributor.refereeHorst, Claudio Henrique Mirandapt_BR
dc.description.abstractenThis research aims to analyze and study the main concepts that govern the creation of the Unified Health System - SUS, mainly in relation to the historical context of the time, the dictatorial period, and how this context directly influenced the movements in favor of health. In addition, the scenario in which the country found itself in previous years and during the movement known as Sanitary Reform, which was responsible for the creation of the SUS. Sanitary reform was a movement created in 1970, during the military dictatorship, by doctors, medical students, medical councils, the population, workers and unions. After much struggle, the right to universal health and the SUS were implemented in the 1988 federal constitution, as a right for all and a duty of the state and having universality, equity and integrity as a principle, that is, a commitment to serve everyone regardless color, race, gender or social status. However, it was only after two years of the CF that the law creating the SUS in 1990 was actually put into effect. attempts at dismantling, privatization and outsourcing. However, being again in the sights of neoliberal governments in recent years, the efficiency of the SUS was proven once again when, in 2020, a pandemic began that would reach the whole world and specifically in Brazil, causing a total of around 700,000 deaths.pt_BR
dc.contributor.authorID17.1.3596pt_BR
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONORAFIA_SUSBrasilPandemia.pdf769,33 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons