Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5824
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPaula, Carmen Aparecida dept_BR
dc.contributor.authorOliveira, Ramon Magalhães Barbosa de-
dc.date.accessioned2023-08-18T13:59:06Z-
dc.date.available2023-08-18T13:59:06Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Ramon Magalhães Barbosa de. Fisiopatologia da COVID-19 : preditores de prognóstico e tratamento de pacientes em quadro crítico. 2023. 48 f. Monografia (Graduação em Farmácia) - Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5824-
dc.description.abstractA COVID-19 é uma doença infecciosa causada pelo vírus SARS-CoV-2. O primeiro caso de COVID-19 foi identificado em 2019 na China e a partir desta data esse vírus desencadeou um sério problema de saúde pública mundial. A forma de transmissão do vírus SARS-CoV-2, pode se dar por meio de aerossóis, perdigotos, muco nasal, contato íntimo com pessoas infectadas, contato com superfícies ou objetos contaminados. Os sintomas podem se apresentar de forma leve, moderada, grave e até mesmo crítica. Apesar da Organização Mundial da Saúde (OMS) ter declarado o fim da pandemia em 05 de maio de 2022, ainda pode ocorrer infecção pelo vírus SARS-CoV-2 e se o paciente evoluir para estado grave ou crítico, a internação hospitalar pode se tornar necessária. Este trabalho teve como objetivo descrever o processo fisiopatológico da COVID-19 que pode evoluir para Coagulação Intravascular Disseminada (CID) e/ou trombose em pacientes que se encontram em fase crítica, elucidando os principais parâmetros hemostáticos, bioquímicos e próinflamatórios que são úteis para estabelecer o diagnóstico, prognóstico e tratamento. Este estudo mostrou que a avaliação clínica acompanhada de uma criteriosa investigação laboratorial é de suma importância para o prognóstico e também para a escolha da melhor conduta de controle das condições clínicas do paciente. O estudo também mostrou que os tratamentos utilizados estão relacionados ao controle dos sintomas e/ou prevenção das complicações clínicas. Durante o estudo constatou-se que diferentes protocolos de tratamento que estão disponíveis, empregando diferentes fármacos, conforme a condição clínica e laboratorial do paciente, não garantem uma total recuperação de todos os doentes. Foi possível observar que quando se tem um alto índice de suspeita clínica de embolia pulmonar e sinais de estado hipercoagulável, (marcadores inflamatórios elevados e D-dímero elevado), deve-se considerar anticoagulação terapêutica, mesmo que os exames de imagem demorem ou não estejam disponíveis e desde que não haja contraindicações para tal conduta terapêutica.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectCOVID-19pt_BR
dc.subjectTratamento farmacológico da COVID-19pt_BR
dc.subjectPrognósticospt_BR
dc.titleFisiopatologia da COVID-19 : preditores de prognóstico e tratamento de pacientes em quadro crítico.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeSilva, Nayara Nascimento Toledopt_BR
dc.contributor.refereeGouvea, Thiago Magalhãespt_BR
dc.contributor.refereePaula, Carmen Aparecida dept_BR
dc.description.abstractenCOVID-19 is an infectious disease caused by the SARS-CoV-2 virus. The first case of COVID-19 was identified in 2019 in China and since then this virus has triggered a serious public health problem worldwide. The form of transmission of the SARS-CoV2 virus can occur through aerosols, droplets, nasal mucus, intimate contact with infected people, contact with contaminated surfaces or objects. Symptoms can be mild, moderate, severe and even critical. Despite the World Health Organization (WHO) having declared the end of the pandemic on May 5, 2022, infection with the SARSCoV-2 virus can still occur and if the patient evolves to a serious or critical condition, hospitalization can become required. This work aimed to describe the pathophysiological process of COVID-19 that can progress to Disseminated Intravascular Coagulation (DIC) and/or thrombosis in patients who are in a critical phase, elucidating the main hemostatic, biochemical and pro-inflammatory parameters that are useful to establish the diagnosis, prognosis and treatment. This study showed that clinical evaluation accompanied by careful laboratory investigation is of paramount importance for the prognosis and also for choosing the best approach to control the patient's clinical conditions. The study also showed that the treatments used are related to symptom control and/or prevention of clinical complications. During the study it was found that different treatment protocols that are available, using different drugs, depending on the clinical and laboratory condition of the patient, do not guarantee a full recovery of all patients. It was possible to observe that when there is a high index of clinical suspicion of pulmonary embolism and signs of a hypercoagulable state (elevated inflammatory markers and elevated D-dimer), therapeutic anticoagulation should be considered, even if the imaging tests are delayed or not available. available and provided that there are no contraindications for such therapeutic conduct.pt_BR
dc.contributor.authorID13.2.2167pt_BR
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_FisiopatologiaCOVID-19Prognósticos.pdf1,08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons