Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5752
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorHorst, Claudio Henrique Mirandapt_BR
dc.contributor.authorSousa, Jacqueline Luiza de-
dc.date.accessioned2023-07-27T16:30:43Z-
dc.date.available2023-07-27T16:30:43Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationSOUSA, Jacqueline Luiza de. Neoconservadorismo e os impactos na imagem e autoimagem do Serviço Social. 2023. 99 f. Monografia (Graduação em Serviço Social) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5752-
dc.description.abstractO presente trabalho de conclusão do curso de Serviço Social busca compreender os desdobramentos da conjuntura brasileira da última década no campo do Serviço Social, a fim de identificar como o neoconservadorismo da “nova direita” impacta, em especial, a autoimagem dos profissionais. Trata-se de um estudo bibliográfico e investigativo que, fundamentado no materialismo histórico e dialético, objetiva se aproximar da discussão sobre o conservadorismo e o significado social da profissão, se guiando pelos seguintes objetivos específicos: aprofundar o estudo sobre a origem do conservadorismo e suas transformações; analisar sua relação com o Serviço Social brasileiro; e contribuir para o debate de imagem e autoimagem de assistente social na contemporaneidade. Para tanto, percorremos no primeiro capítulo, o caminho de elucidação do pensamento conservador e suas formas ao longo das transformações societárias. Em seguida, faz-se a análise da política brasileira, principalmente do governo de Jair Messias Bolsonaro, datado de 2019 a 2022. O segundo capítulo deste trabalho consiste na discussão da imagem social da profissão e autoimagem do profissional no Serviço Social brasileiro, entrando nesse debate na atualidade a partir de um levantamento de comentários feitos nas páginas do Conselho Federal de Serviço Social, do Serviço Social Libertário e da Sociedade Brasileira de Serviço Social Clínico. Além disso, apresenta a direção social contida em posicionamentos que permeiam documentos como “As 23 teses pela Reforma do Serviço Social Brasileiro” e a “Carta de Toledo”. Esta pesquisa realiza uma aproximação às vertentes neoconservadoras de base ideopolítica liberal que se opõem ao Projeto Ético-Político. Os resultados da pesquisa confirmaram que a oposição ao PEP feita no contexto de avanços neoconservadores que assolam tanto a esfera do exercício profissional quanto a da produção acadêmica influi diretamente na compreensão da imagem social do Serviço Social e da autoimagem de assistentes sociais. Dessa forma, o neoconservadorismo confronta a autoimagem construída pela categoria profissional no processo de renovação do Serviço Social brasileiro.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectConservantismopt_BR
dc.subjectPlanejamento políticopt_BR
dc.subjectServiço social - pesquisapt_BR
dc.subjectImagem - filosofiapt_BR
dc.titleNeoconservadorismo e os impactos na imagem e autoimagem do Serviço Social.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeHorst, Claudio Henrique Mirandapt_BR
dc.contributor.refereeTomaz, Cristiane Silvapt_BR
dc.contributor.refereeReis, Marina Rodrigues Corrêa dospt_BR
dc.description.abstractenThe present work for the conclusion of the Social Work course aims to understand the development of the Brazilian situation in the last decade in the field of Social Work, in order to identify how the neoconservatism of the “new right” impacts, in particular, the self-image of professionals. This is a bibliographic and investigative study that, based on historical and dialectical materialism, aims to approach the discussion on conservatism and the social meaning of the profession, guided by the following specific objectives: to deepen the study on the origin of conservatism and its transformations; to analyze its relationship with the Brazilian Social Service; and contribute to the debate on the social worker’s image and self-image in contemporary times. Therefore, in the first chapter, we cover the path of elucidation of conservative thinking and its forms throughout societal transformations. Then, an analysis of Brazilian politics is made, mainly of the government of Jair Messias Bolsonaro, dating from 2019 to 2022. The second chapter of this work consists of the discussion of the social image of the profession and the self-image of the professional in the Brazilian Social Service, entering into this current debate based on a survey of comments made on the pages of the Federal Council of Social Work, of the Libertarian Social Service and of the Brazilian Society of Clinical Social Work. In addition, it presents the social direction contained in positions that permeate documents such as “As 23 teses pela Reforma do Serviço Social Brasileiro” and the “Carta de Toledo”. Thus, this study approaches the neoconservative strands of liberal ideopolitical base that are opposed to the Ethical-Political Project. The research results confirmed that the opposition to the PEP made in the context of neoconservative advances that devastate both the sphere of professional practice and that of academic production directly influences the understanding of the social image of Social Work and the self-image of social workers. In this way, neoconservatism confronts the self-image built by the professional category in the process of renewal of Brazilian Social Work.pt_BR
dc.contributor.authorID18.1.3084pt_BR
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_NeoconservadorismoImpactosImagem.pdf3,57 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons