Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5706
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouza, Gabriela Guerra Leal dept_BR
dc.contributor.advisorSouza, Perciliany Martins dept_BR
dc.contributor.authorResende, Helene Deise Pereira de-
dc.date.accessioned2023-07-04T13:43:10Z-
dc.date.available2023-07-04T13:43:10Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationRESENDE, Helene Deise Pereira de. Impacto da institucionalização de idosos no treinamento de biofeedback cardiorrespiratório. 2023. 65 f. Monografia (Graduação em Farmácia) - Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5706-
dc.description.abstractO biofeedback cardiorrespiratório é uma técnica de medida retroalimentativa psicofisiológica que pode influir no Sistema Nervoso Autônomo (SNA) por meio do controle respiratório. Dessa forma, é possível melhorar alterações fisiológicas e distúrbios do humor elevando a Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC) em idosos, uma vez que a solidão é fortemente expressada nestes e traz consigo uma redução da qualidade de vida. O objetivo do presente estudo foi avaliar o impacto da institucionalização no treinamento de biofeedback cardiorrespiratório em idosos através da investigação do sentimento de solidão e dos componentes da VFC em repouso. Para tal, foi utilizada uma amostra de 16 idosos, de 65 a 80 anos, de ambos sexos. Estes indivíduos foram divididos em dois grupos: institucionalizados (N = 8) e não institucionalizados (N = 8). O protocolo de treinamento utilizado foi o biofeedback cardiorrespiratório durante 14 sessões de 15 minutos cada, com uma frequência de três vezes semanais. A coleta de dados aconteceu em 3 momentos distintos: durante a avaliação 1 (linha de base), avaliação 2 (24h pós última sessão de treinamento) e avaliação 3 (Follow up - 4,5 semanas posteriores ao término do treinamento). Avaliou-se o condicionamento aeróbico, antropometria (massa corporal, índice de massa corporal (IMC) e percentual de gordura), solidão e a Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC): raiz quadrada da média das variações sucessivas entre intervalos R-R normais (RMSSD); desvio padrão da média dos intervalos RR normais consecutivos (SDNN) e desvio padrão 1 resultante da análise do Plot de Poincaré (SD1). Os resultados obtidos mostraram que os idosos institucionalizados apresentam menores valores de massa corporal (p=0,008), IMC (p=0,02) e percentual de gordura (p=0,0007) quando comparados aos não institucionalizados; e maior sentimento de solidão (p=0,0002), antes de qualquer intervenção (avaliação 1). Após o treinamento de biofeedback cardiorrespiratório, foi possível observar melhora em ambos os grupos, para os componentes RMSSD, SDNN e SD1 da VFC em repouso. Contudo, os ganhos perduraram no follow up apenas para o grupo não institucionalizado. Já para a solidão, o treinamento impactou positivamente e as alterações geradas perduraram após o follow up, mas isso apenas para o grupo institucionalizado. Conclui-se que o treinamento de biofeedback cardiorrespiratório é eficaz e traz benefícios à saúde do idoso. No entanto, a condição de institucionalização (ou não) faz com que a sustentação dos efeitos após a interrupção do treino ocorra de forma distinta para as variáveis coletadas.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectPsicofisiologiapt_BR
dc.subjectBiofeedback - treinamentopt_BR
dc.subjectSistemas de controle biológicopt_BR
dc.subjectFrequência cardíacapt_BR
dc.subjectIdosopt_BR
dc.titleImpacto da institucionalização de idosos no treinamento de biofeedback cardiorrespiratório.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeSouza, Gabriela Guerra Leal dept_BR
dc.contributor.refereeSouza, Perciliany Martins dept_BR
dc.contributor.refereeMota, Bruna Eugênia Ferreirapt_BR
dc.contributor.refereeRosário, Nacha Samadi Andradept_BR
dc.description.abstractenCardiorespiratory biofeedback is a psychophysiological feedback measurement technique that can influence the Autonomic Nervous System (ANS) through respiratory control. In this way, it is possible to improve physiological changes and mood disorders by raising Heart Rate Variability (HRV) in the elderly, since loneliness is strongly expressed in these and brings with it a reduction in quality of life. The objective of the present study was to evaluate the impact of institutionalization on cardiorespiratory biofeedback training in the elderly through the investigation of the feeling of loneliness and HRV components at rest. For this, a sample of 16 elderly people aged 65 to 80 years and of both sexes was used. These were divided into two groups: institutionalized (N = 8) and non-institutionalized (N = 8). The training protocol used was cardiorespiratory biofeedback during 14 sessions of 15 minutes each, three times a week. Data collection took place at 3 different moments: during assessment 1 (baseline), assessment 2 (24 hours after the last training session) and assessment 3 (Follow up - 4.5 weeks after the end of training). Aerobic conditioning, anthropometry (body mass, body mass index – BMI and fat percentage), loneliness and HRV (RMSSD, SDNN and SD1) were evaluated. The results showed that institutionalized elderly had lower body mass values (p=0.008), BMI (p=0.02) and fat percentage (p=0.0007) when compared to non institutionalized ones; and greater feeling of loneliness (p=0.0002), before any intervention (evaluation 1). After cardiorespiratory biofeedback training, it was possible to observe improvement in both groups, for the RMSSD, SDNN and SD1 components of HRV at rest. However, gains persisted at follow up only for the non-institutionalized group. As for loneliness, the training had a positive impact, and the changes generated lasted after the follow-up, but this was only for the institutionalized group. It is concluded that cardiorespiratory biofeedback training is effective and brings benefits to the health of the elderly. However, the condition of institutionalization (or not) makes the sustaining of the effects after the interruption of training occur differently for the variables collected.pt_BR
dc.contributor.authorID17.1.2123pt_BR
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_ImpactoInstitucionalizaçãoIdosos.pdf1,91 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons