Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5202
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPinto, Kelerson Mauro de Castropt_BR
dc.contributor.advisorPontes, Washington Martinspt_BR
dc.contributor.authorMello, Gabriel Nunes de-
dc.date.accessioned2023-03-13T21:59:54Z-
dc.date.available2023-03-13T21:59:54Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationMELLO, Gabriel Nunes de. Efeitos de um treinamento de força em escada, em camundongos swiss. 2022. 25 f. Monografia (Graduação em Educação Física) - Escola de Educação Física, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5202-
dc.description.abstractA capacidade motora força é um componente importante dentro do treinamento físico que proporciona benefícios para a saúde. Uma das principais adaptações desejadas com o treinamento dessa capacidade é a hipertrofia muscular, juntamente com o aumento da força muscular. Diferentes protocolos tem sido apresentados na literatura para se treinar a força muscular, inclusive em modelo animal, o que facilita técnicas que aprofundam o estudo das suas adaptações. O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos de um protocolo de treinamento de força, utilizando o modelo de subida em escada, sobre a força máxima e composição corporal de Camundongos Swiss. A amostra utilizada foi de 22 camundongos Swiss, machos, com idade entre 7 e 9 semanas. Estes foram divididos em 2 grupos, sendo: grupo treinados (T) e grupo não treinados (NT). Durante o experimento, o grupo treinado realizou um protocolo de treinamento de força em subida em escada durante 8 semanas, com cargas progressivas, com objetivo de aumento da capacidade motora força. Observou-se uma melhora significativa no resultado do teste de força somente para os animais do grupo treinado, enquanto não se observou alterações no grupo não treinado. Verificou-se que os dois grupos iniciaram com a mesma massa corporal total e terminaram o período do experimento com o grupo não treinado apresentando maior massa corporal total e maior massa gorda. Conclui-se que o treinamento proposto no modelo de subida em escada para camundogos Swiss, aumentou a força máxima, produzindo também menores valores de massa gorda.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectTreinamento de forçapt_BR
dc.subjectTreino aeróbicopt_BR
dc.subjectForça muscularpt_BR
dc.titleEfeitos de um treinamento de força em escada, em camundongos swiss.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereePinto, Kelerson Mauro de Castropt_BR
dc.contributor.refereeUngheri, Bruno Ocellipt_BR
dc.contributor.refereeMoreira, Renato Lopespt_BR
dc.description.abstractenThe strength is an important component within physical training that provides health benefits. One of the key adaptations desired with training this ability is muscle hypertrophy, along with increased muscle strength. Different protocols have been presented in the literature to train muscle strength, including in an animal model, which facilitates techniques that deepen the study of their adaptations. The aim of this study was to evaluate the effects of a strength training protocol, using the stair climbing model, on maximal strength and body composition of Swiss mice. The sample used was 22 mice, males, aged between 7 and 9 weeks. These were divided in half into 2 groups that received different orientations: trained (T) and untrained (NT). During the experiment, both groups, T and NT, performed a strength training protocol aimed at skeletal muscle hypertrophy. It was possible to observe a significant improvement in the strength test result only for the animals in the trained group, while no changes were observed in the untrained group. It was found that both groups started with the same total body mass and ended the experiment period with the untrained group showing greater total body mass and greater fat mass. These results show us that strength training was able to contribute to the control of body composition, especially body fat. It is concluded that the training proposed in the stair climbing model for Swiss mice, increased maximum strength, also producing lower values of fat mass.pt_BR
dc.contributor.authorID16.1.6079pt_BR
Appears in Collections:Educação Física - Bacharelado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_EfeitosTreinamentoForça.pdf341,52 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons