Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/480
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLeal, Elisângela Martinspt_BR
dc.contributor.authorPassos, Ian Eiras Versiani-
dc.date.accessioned2017-08-10T16:14:28Z-
dc.date.available2017-08-10T16:14:28Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationPASSOS, Ian Eiras Versiani. Análise de desempenho de um motor de combustão interna de uma motocicleta com o uso de mistura combustível-hidrogênio. 2017. 87 f. Monografia (Graduação em Engenharia Mecânica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/480-
dc.description.abstractA primeira motocicleta foi proposta como um veículo muito similar a bicicleta com a utilização de uma pequena caldeira logo abaixo do banco. Com o passar dos anos e o aparecimento de novas tecnologias, o sistema responsável por gerar e transferir energia para as rodas sofreu modificações até chegar na configuração atual, um motor de combustão interna. Este motor pode obedecer a dois ciclos, o ciclo Diesel e o ciclo Otto, contudo, independente do ciclo, ele é uma máquina térmica que permite transformar calor em trabalho através da utilização de diversas fontes, como o petróleo. Um dos derivados do petróleo, mais utilizado no meio automobilístico é a gasolina que apresenta diversas deficiências, mas que continua como um dos principais combustíveis do mundo. Contudo, para reduzir o seu consumo e melhorar a sua eficiência, assim como desempenho do motor, pode-se optar por utilizar diversos aditivos, entre eles, o hidrogênio, elemento mais abundante no universo. Por apresentar propriedades como temperatura de autoignição, velocidade de propagação da chama e coeficientes de difusão do ar que complementam as características da gasolina, a utilização do hidrogênio se torna, por assim dizer, uma opção tentadora de aditivo e, principalmente de combustível alternativo, todavia, esbarra-se na forma de armazenamento que o torna perigoso. Assim, no presente trabalho é discutida a utilização do hidrogênio como aditivo e a sua influência no desempenho do motor. Foram observados para a análise do desempenho o Ciclo Otto ideal e real do motor 4 tempos escolhido, a vazão mássica, variação de pressão e temperatura, conforme cada processo e os diagramas de pressão versus volume e temperatura versus entropia do ciclo.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectMotocicletapt_BR
dc.subjectMotor de combustão internapt_BR
dc.subjectMotores - combustível - hidrogêniopt_BR
dc.subjectCombustível - hidrogênio - desempenhopt_BR
dc.titleAnálise de desempenho de um motor de combustão interna de uma motocicleta com o uso de mistura combustível-hidrogênio.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 06/04/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeLeal, Elisângela Martinspt_BR
dc.contributor.refereeBartolaia, Luis Antôniopt_BR
dc.contributor.refereeRocha, Luiz Joaquim Cardosopt_BR
dc.description.abstractenThe first motorcycle was proposed as a bike with the use of a small boiler just below the seat. With the passing of the years and the appearance of new technologies, the system responsible for generating and transferring energy to the wheels has undergone modifications until arriving at the current configuration, an internal combustion engine. This engine can comply with two large cycles, the Diesel cycle and the Otto Cycle, however, independent of the cycle, it is a thermal engine that allows turning heat into work through the use of various sources, such as petroleum. One of the most widely used petroleum products in the automotive industry is gasoline that has several deficiencies but remains one of the world's leading fuels. However, to reduce its consumption and improve its efficiency as well as engine performance, one can choose to use various additives, among them, hydrogen, and the most abundant element in the universe. Because it has properties such as auto ignition temperature, flame propagation velocity and air diffusion coefficients that complement the characteristics of gasoline, the use of hydrogen becomes, as it were, a tempting additive and, in particular, alternative fuel option, however the storage of this fuel makes it dangerous. Thus, the present work discusses the use of hydrogen as an additive and its influence on engine performance. The optimum and real 4-stroke engine of Otto Cycle, the mass flow rate, the pressure and temperature variation, according to each process and the pressure versus volume and temperature versus entropy diagrams were observed for the performance analysis.pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_AnáliseDesempenhoMotor.pdf1,83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.