Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/4477
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLiboredo, Juliana Costapt_BR
dc.contributor.advisorCarvalho, Natália Caldeira dept_BR
dc.contributor.authorVasconcelos, Tainá Marinho-
dc.date.accessioned2022-08-10T19:02:22Z-
dc.date.available2022-08-10T19:02:22Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationVASCONCELOS, Tainá Marinho. Avaliação da qualidade do cardápio planejado para escolas públicas do município de Ouro Preto, Minas Gerais. 2021. 39 f. Monografia (Graduação em Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/4477-
dc.description.abstractDurante a infância e a adolescência, os alimentos devem fornecer energia e os nutrientes necessários para manter a saúde e o bom funcionamento do organismo. Para que isso seja possível, além das refeições feitas em casa, a alimentação servida nas escolas também deve ser adequada e saudável. Nesse contexto, é importante avaliar a qualidade da alimentação fornecida pelas escolas públicas por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O objetivo principal deste trabalho foi avaliar a qualidade do cardápio escolar das escolas municipais de Ouro Preto - Minas Gerais. A qualidade do cardápio foi avaliada pela presença dos grupos de alimentos e pela presença de alimentos in natura, processados e ultraprocessados. A classificação dos ingredientes do cardápio nos grupos de alimentos foi realizada conforme proposto por Souza e Castro (2020) e Monteiro et al. (2016). Foi avaliada a presença de alimentos dos seguintes grupos: frutas in natura; hortaliças; cereais, pães, massas e tubérculos; cereais integrais; carnes; leguminosas; ovos; leite e derivados, alimentos minimamente processados, processados, ingredientes culinários processados ou ultraprocessados. Os grupos de alimentos mais prevalentes foram cereais, pães, massas e tubérculos (100%), carnes (85%); leguminosas (70%), hortaliças (70%) e frutas in natura (60%), enquanto ovos (25%) e leite e derivados (5%) foram menos frequentes. Alimentos minimamente processados e processados estavam presentes em todos os dias do cardápio e os alimentos ultraprocessados não estavam presentes no cardápio. Para um melhor desenvolvimento da criança e do adolescente é importante a variedade na oferta de alimentos saudáveis nas refeições, evitando o uso de alimentos ultraprocessados.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectAlimentação escolarpt_BR
dc.subjectPrograma Nacional de Alimentação Escolar - Brasilpt_BR
dc.subjectSaúde da criançapt_BR
dc.subjectClassificação NOVApt_BR
dc.subjectAlimentos - qualidadept_BR
dc.titleAvaliação da qualidade do cardápio planejado para escolas públicas do município de Ouro Preto, Minas Gerais.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeAnsaloni, José Armandopt_BR
dc.contributor.refereeAmaral, Cláudia Antônia Alcântarapt_BR
dc.contributor.refereeLiboredo, Juliana Costapt_BR
dc.contributor.refereeCarvalho, Natália Caldeira dept_BR
dc.description.abstractenDuring childhood and adolescence, food should provide the necessary energy and nutrients to maintain health and proper functioning of the body. In order to make it possible, in addition to the meals eaten at home, the food served in schools must also be adequate and healthy. In this context, it is important to evaluate the quality of food provided by public schools through the National School Meals Program (PNAE). The main objective of this study was to evaluate the quality of the school menu in municipal schools of Ouro Preto, Minas Gerais. The menu quality was evaluated on the presence of food groups and the presence of fresh, processed and ultra-processed foods. The classification of menu ingredients in food groups was performed as proposed by Souza and Castro (2020) and Monteiro et al. (2016). The presence of foods from the following groups was evaluated: fresh fruits; vegetables; cereals, breads, pasta and tubers; whole grains; meats; legumes; eggs; milk and dairy products, minimally processed foods, processed foods, processed or ultraprocessed culinary ingredients. The most prevalent food groups were cereals, bread, pasta and tubers (100%), meat (85%); legumes (70%), vegetables (70%) and fresh fruits (60%), while milk and dairy products (5%) were less frequent. Minimally processed and processed foods were present on all days of the menu, and ultra-processed foods were not present on the menu. For a better development of children and adolescents, it is important to offer a variety of healthy foods in the meals, avoiding the use of ultraprocessed foods.pt_BR
dc.contributor.authorID14.2.7422pt_BR
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_AvaliaçãoQualidadeCardápio.pdf831,92 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons