Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/4130
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVal, Pedro Fonseca de Almeidapt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Pedro Silvestre de-
dc.date.accessioned2022-06-22T12:07:05Z-
dc.date.available2022-06-22T12:07:05Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA , Pedro Silvestre de. Efeitos da estratificação de rochas na evolução de paisagens: implicações para a calha norte do rio Amazonas. 41f. Monografia (Graduação em Engenharia Geológica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/4130-
dc.description.abstractA evolução de paisagens no tempo é função, em parte, dos processos erosivos na superfície da Terra. A topografia depende de um balanço de massa entre o ganho de elevação relacionado a eventos tectônicos e a perda de elevação por erosão. Em situações em que as condições de contorno (tectônica, erosão e clima) são constantes no espaço e no tempo, paisagens evoluem até atingir um equilíbrio em que a topografia varia muito pouco espacialmente. No entanto, diferenças na resistência que cada tipo de rocha tem à erosão pode levar a drásticas diferenças topográficas espaciais dentro do mesmo contexto tectônico e climático. Neste trabalho é explorado como as drenagens se comportam em um ambiente de escala regional onde há presença de litologias de diferentes resistências erosivas, tendo como área de estudo a borda da calha Norte do Rio Amazonas. Para guiar as interpretações da paisagem real, é apresentado um estudo sobre a evolução de paisagens utilizando modelos numéricos, gerados em ambiente de programação Python v. 3.8 (Pacote LandLab v. 2.5), afim de representar um cenário semelhante à paisagem real. Os dados topográficos da área de estudo e modelos numéricos foram tratados e analisados a partir de modelos digitais de elevação com resolução de 30 m e 50 m, respectivamente. Com o uso de funções no software Matlab e QGis foram obtidas informações quantitativas da orientação das unidades litológicas e canais da rede de drenagem. Observações na área de estudo e nos modelos numéricos evidenciam que as drenagens desviam de litologias mais resistentes e se orientam de acordo com a direção da litologia, não sendo possível erodir e atravessar litologias resistentes, logo seguindo por regiões de contato litológico. Pode-se concluir que os contrastes litológicos podem atuar como modificares do relevo e da configuração da rede de drenagem.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAn error occurred on the license name.*
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectGeomorfologiapt_BR
dc.subjectPaisagens - evoluçãopt_BR
dc.subjectDrenagempt_BR
dc.subjectBacias sedimentarespt_BR
dc.subjectModelos matemáticospt_BR
dc.titleEfeitos da estratificação de rochas na evolução de paisagens : implicações para a calha norte do rio Amazonas.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeVal, Pedro Fonseca de Almeidapt_BR
dc.contributor.refereeSouza, Maria Eugênia Silva dept_BR
dc.contributor.refereeAlbuquerque, Marcio Fernandes dos Santospt_BR
dc.description.abstractenThe evolution of landscapes over time is, in part, a function of erosive processes at the Earth's surface. Topography depends on the mass balance between the elevation gain related to tectonic events and the elevation loss due to erosion. In situations where boundary conditions (tectonics, erosion and climate) are constant in space and time, landscapes evolve until reaching an equilibrium in which the topography varies very little spatially. However, differences in the erosive resistance that each rock type has can lead to sharp spatial differences in topography for the same tectonic and climatic context. In this work, the behavior of drainage networks in a regional scale is explored with respect to lithologies of different erosive resistances using as a natural laboratory the northern margin of the lower Amazon River. To guide interpretations of the real landscape, a study on the evolution of landscapes is presented using numerical models generated using Python v. 3.8 (LandLab Package v. 2.5). The models are used to represent a scenario similar to the real landscape. Topographic data from the study area and numerical models were treated and analyzed using digital elevation models with a resolution of 30 m and 50 m, respectively. Using functions in Matlab and QGis software, quantitative information on the orientation of lithological units and channels of the drainage network were obtained. Observations in the study area and in the numerical models show that rivers deviate from more resistant lithologies and are oriented along the strike of the lithology, suggesting they do not have enough erosive capacity to cross resistant lithologies and flowing along the lithological contacts. The observations imply that the lithological contrasts can act as triggers of changes in the topography and in the configuration of the drainage network.pt_BR
dc.contributor.authorID15.2.1082pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Geologica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_EfeitosEstratificaçãoRochas.pdf4,48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.