Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3833
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCarneiro, Cláudia Martinspt_BR
dc.contributor.advisorSilva, Daniel Lucaspt_BR
dc.contributor.authorInácio, Marcelo Begulo-
dc.date.accessioned2022-01-25T23:12:59Z-
dc.date.available2022-01-25T23:12:59Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationINÁCIO, Marcelo Begulo. Barreiras encontradas por homens transexuais na realização do exame de Papanicolaou: uma revisão narrativa. 2021. 42 f. Monografia (Graduação em Farmácia) - Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3833-
dc.description.abstractIntrodução: O exame de Papanicolaou é um dos principais métodos de rastreio do câncer de colo do útero e suas lesões percussoras, sendo eficiente na redução da incidência desta neoplasia. Porém, os homens transexuais são menos propensos a realização do exame, por diversos motivos, como o despreparo dos profissionais de saúde, ausência de plano e falta de acesso aos serviços de saúde, discriminação, baixa escolaridade, desconfortos emocionais e físicos. Objetivo: Verificar as principais barreiras encontradas pelos homens transexuais para a realização do exame de Papanicolaou. Metodologia: Trata se de uma revisão de literatura narrativa, sobre as barreiras encontradas para a realização do exame de Papanicolaou em homens transexuais, assim como a saúde ginecológica da população transexual. Resultados e discussão: Foram selecionados 12 artigos para a construção do trabalho entre os anos de 2014 a 2021. Todos os estudos utilizados trazem em seus resultados dificuldades tanto na realização do exame de Papanicolaou quanto nas informações passadas após o resultado, uma das principais barreiras é a relação entre os profissionais de saúde e o público transexual/não binário, além de fatores como ambiente de saúde voltado para as pessoas cisgêneros, disforia de gênero dos transexuais, linguagem de difícil compreensão e discriminação no atendimento. Por isso, faz se necessária a criação de estratégias para uma maior adesão de homens transexuais na realização do exame de Papanicolaou. Conclusão: A discussão sobre a saúde transexual faz-se importante para que os desconfortos e a falta de conhecimento no ambiente de saúde sejam diminuídos, transformando, assim, os profissionais de saúde preparados para realizar os atendimentos de uma forma mais humanizado para receber essa populaçãopt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectTransexuaispt_BR
dc.subjectteste de Papanicolaoupt_BR
dc.subjectMovimento de libertação gaypt_BR
dc.titleBarreiras encontradas por homens transexuais na realização do exame de Papanicolaou : uma revisão narrativa.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeResende, Mariana Trevisanpt_BR
dc.contributor.refereePaiva, Nívia Carolina Nogueira dept_BR
dc.contributor.refereeCarneiro, Cláudia Martinspt_BR
dc.contributor.refereeSilva, Daniel Lucaspt_BR
dc.description.abstractenntroduction: The Pap smear is one of the main screening methods for cervical cancer and detection of percussive lesions in the uterus, being efficient in reducing the incidence; however, transsexual men are less likely to undergo the test, for several reasons. Reasons, such as the unpreparedness of health professionals, lack of a plan and/or access to health services, discrimination, and low education, emotional and physical discomfort. Objective: to verify which do transsexual men to undergo the Pap smear encounter the main barriers. Methodology: This is a review of narrative literature, about the barriers found for the Pap smear test in transsexual men, as well as the gynecological health of the transsexual population. Results and discussion: 12 selected articles were selected for the construction of the work between the years 2014 to 2021. All the studies used bring in their results difficulties both in carrying out the Pap smear and in the analysis of the results, one of the main barriers is the relationship between health professionals and the transsexual/non-binary public, in addition to factors such as a health environment aimed at cisgender people, gender dysphoria among transsexuals, difficult to understand language and discrimination in care. Therefore, it is important to create strategies for greater adherence to the Pap smear test in transsexual men. Conclusion: The discussion about transsexual health is important so that discomfort and lack of knowledge in the health environment is reduced, thus transforming care more humanized and prepared to receive this population.pt_BR
dc.contributor.authorID14.2.2301pt_BR
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_BarreirasEncontradasHomens.pdf878,49 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons