Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3703
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCeribeli, Harrison Bachionpt_BR
dc.contributor.authorLana, Nataly Ariadne Rodrigues-
dc.date.accessioned2022-01-10T16:26:52Z-
dc.date.available2022-01-10T16:26:52Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationLANA, Nataly Ariadne Rodrigues. Home office no cenário pandêmico: benefícios, dificuldades e desafios. 2021. 21 f. Monografia (Graduação em Administração) - Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3703-
dc.description.abstractA presente pesquisa teve como objetivo levantar as percepções dos trabalhadores que passaram a realizar suas atividades laborais em home office durante a pandemia da COVID-19, bem como suas expectativas relativas ao período pós-pandêmico. Para esse fim, realizaram-se dez entrevistas em profundidade com teletrabalhadores de diferentes setores de atuação. Optou-se pela aplicação da técnica de Análise de Conteúdo para tratamento dos dados coletados. Examinando os resultados alcançados, verificou-se que a ruptura repentina e desestruturada do modelo de trabalho presencial, seguida pela adoção do home office, apesar de justificada devido ao avanço da pandemia, criou diversas dificuldades para os trabalhadores entrevistados, especialmente no que se refere à conciliação das demandas pessoais e profissionais. Complementarmente, constatou-se também que os participantes da pesquisa, devido à ausência de uma divisão clara, tanto física quanto temporal, entre a vida pessoal e o trabalho, passaram a estender a jornada laboral diária com frequência, o que os levou a um estado de esgotamento e estresse. Apesar dessas dificuldades, os entrevistados se mostraram favoráveis à permanência do home office mesmo após o fim da pandemia, demonstrando, em sua maioria, a preferência pelo modelo híbrido de trabalho. Este estudo contribui para a discussão acerca da necessidade de planejar adequadamente a migração do trabalho presencial para o home office ou vice-versa, de modo que esse processo ocorra de maneira harmoniosa e organizada, evitando a insatisfação profissional dos trabalhadores envolvidos e um eventual fracasso da adoção do teletrabalho.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectCovid-19 - doençapt_BR
dc.subjectFadigapt_BR
dc.subjectTeletrabalhopt_BR
dc.subjectTrabalho - avaliaçãopt_BR
dc.subjectTrabalhadores - efeito das inovações tecnológicaspt_BR
dc.titleHome office no cenário pandêmico : benefícios, dificuldades e desafios.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeCeribeli, Harrison Bachionpt_BR
dc.contributor.refereeMaciel, Gustavo Nunespt_BR
dc.contributor.refereeInácio, Raoni de Oliveirapt_BR
dc.description.abstractenThis research aimed to raise the perceptions of workers who started to perform their work activities at home during the COVID-19 pandemic, as well as their expectations regarding the post-pandemic period. For this purpose, ten in-depth interviews were carried out with teleworkers from different sectors of activity. The Content Analysis technique was applied to analyze the collected data. Examining the results achieved, it was found that the sudden and unstructured rupture of the presential work model, followed by the adoption of the home office, despite being justified due to the advance of the pandemic, created several difficulties for the workers interviewed, especially regarding the reconciliation of demands personal and professional. In addition, it was also found that the research participants, due to the absence of a clear division, both physical and temporal, between personal life and work, began to extend their daily working hours frequently, which led them to a state of exhaustion and stress. Despite these difficulties, respondents were favorable of maintaining the home office even after the end of the pandemic, generally demonstrating their preference for the hybrid work model. This study contributes to the discussion about the need to adequately plan the migration from presential work to the home office or the inverse, ensuring that the process occurs in a harmonious and organized manner, avoiding professional dissatisfaction of the workers involved and an eventual failure in the adoption of the telecommuting.pt_BR
dc.contributor.authorID15.2.3387pt_BR
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_HomeOfficeCenario.pdf251,7 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons