Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3460
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPinto, Maria Aparecidapt_BR
dc.contributor.authorPinto, Fabiano Strutz-
dc.date.accessioned2021-09-25T12:20:38Z-
dc.date.available2021-09-25T12:20:38Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationPINTO, Fabiano Strutz. Caracterização de rejeito arenoso por análise mineralógica automatizada: sistema TIMA. 2021. 75 f. Monografia (Graduação em Engenharia Metalúrgica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3460-
dc.description.abstractOs acidentes envolvendo os rejeitos provenientes dos processos de beneficiamento do minério de ferro evidenciaram ainda mais a necessidade da busca de alternativas de utilização desse passivo ambiental. Com uma produção de rejeitos superior a 270 milhões de toneladas por ano no Brasil, estudos estão sendo realizados para a reutilização dessa porção rejeitada do processo. A reutilização do rejeito está intimamente relacionada à caracterização do material, uma vez que o conhecimento a respeito deste facilita a busca por soluções. A análise elementar por meio do sistema TIMA é uma ferramenta que permite identificar, medir e classificar partículas minerais por composição, tamanho e textura, logo, definir a mineralogia em aplicações de diversas áreas. No presente estudo, o rejeito arenoso, proveniente do beneficiamento de minério de ferro, foi classificado em quatro faixas granulométricas: rejeito arenoso natural (AN), rejeito retido na peneira de 100# (A100), rejeito retido na peneira de 200# (A200) e o rejeito retido na peneira de 400# (A400). Para cada faixa granulométrica confeccionou-se pastilhas que foram analisadas ao Microscópio Eletrônico de Varredura com o sistema TIMA. O resultado das análises mostrou que o material apresentou uma composição básica formada por Quartzo, Goethita e Hematita/Magnetita em diferentes proporções e graus de liberação. A amostra A400 apresentou um elevado teor dos minerais provedores de Ferro, cerca de 70% da composição total, e um grau de liberação elevado do Quartzo de 85%, mostrando ser, assim, um faixa granulométrica com um potêncial de recuperação metálica. As amostras AN, A100 e A200 apresentaram uma mineralogia rica em Quartzo, sendo uma possível fonte de Silício.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectRejeitos - Metalurgia - rejeito arenosopt_BR
dc.subjectMinas e recursos minerais - análise metalúrgicapt_BR
dc.subjectAnálise mineralógica por computadorpt_BR
dc.titleCaracterização de rejeito arenoso por análise mineralógica automatizada : sistema TIMA.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereePinto, Maria Aparecidapt_BR
dc.contributor.refereeSilva, Gilberto Henrique Tavares Álvares dapt_BR
dc.contributor.refereeVieira, Cláudio Batistapt_BR
dc.description.abstractenAccidents involving tailings from iron ore beneficiation processes further demonstrated the need to search for alternatives to use this environmental liability. With a tailings production of more than 270 million tons per year in Brazil, studies are being carried out to reuse this rejected portion of the process. The reuse of the waste is closely related to the characterization of the material, since knowledge about it facilitates the search for solutions. Elementary analysis using the TIMA system is a tool that allows identifying, measuring and classifying mineral particles by composition, size and texture, thus defining the mineralogy in applications in different areas. In the present study, the sandy tailings, from the processing of iron ore, were classified into four granulometric ranges: natural sandy tailings (AN), tailings retained in the 100# sieve (A100), tailings retained in the 200# sieve (A200) and the tailings retained in the 400# (A400) sieve. Tablets were made for each size range, which were analyzed using the Scanning Electron Microscope with the TIMA system. The results of the analyzes showed that the material had a basic composition formed by Quartz, Goethite and Hematite/Magnetite in different proportions and degrees of release. The A400 sample had a high content of iron-providing minerals, about 70% of the total composition, and a high release degree of Quartz, close to 85%, thus showing it to be a particle size with a potential for metallic recovery. Samples AN, A100 and A200 presented a mineralogy rich in Quartz, being a possible source of Silicon.pt_BR
dc.contributor.authorID14.1.4332pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Metalúrgica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_CaracterizaçãoRejeitoArenoso.pdf3,26 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons