Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3338
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLana, Cláudio Eduardopt_BR
dc.contributor.advisorAraujo, Letícia Pereirapt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Alessandra Pessoa Protzner-
dc.date.accessioned2021-09-01T02:27:13Z-
dc.date.available2021-09-01T02:27:13Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Alessandra Pessoa Protzner. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do Córrego do Funil, Ouro Preto - Minas Gerais. 2021. 68 f. Monografia (Graduação em Engenharia Geológica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3338-
dc.description.abstractA Bacia Hidrográfica do Córrego do Funil localiza-se no Município de Ouro Preto – Minas Gerais, na região leste do Quadrilátero Ferrífero (QF), sobre rochas altamente deformadas e de diferentes resistências e topografia acidentada, o que confere aos seus córregos um caráter confinado. Neste trabalho são apresentadas análises morfométricas e neotectônicas para caracterizar a dinâmica fluvial da bacia e predizer possíveis impactos na comunidade local, uma vez que os rios são importantes agentes nos processos morfogenéticos e podem indicar fenômenos ligados à tectônica ressurgente. A partir da delimitação da bacia e dos mapas de Drenagem, Hipsometria, Declividade e Geológico, foram analisados os seguintes atributos e parâmetros morfométricos e neotectônicos: Hierarquia Fluvial, Padrão de Drenagem, Relação de Bifurcação (RB), Relação entre o comprimento médio dos canais de cada ordem (RLm), Relação entre o índice do comprimento médio dos canais e o índice de bifurcação (RLB), Índice de sinuosidade (IS), Área da bacia (A), Comprimento da bacia (L), Índice de circularidade (Ic), Fator de Forma (Ff), Densidade hidrográfica (Dh), Densidade de drenagem (Dd), Coeficiente de manutenção (CM), Extensão do percurso superficial (EPS), Amplitude altimétrica da bacia (Hm), Relação de relevo (RR), Índice de rugosidade (IR), Índice relação declividade-extensão (RDE) ou Índice de Hack, Fator de assimetria da bacia (FAB), Fator de simetria topográfica transversal (FSTT), Índice Razão Fundo/Altura do Vale (RFAV). Os resultados obtidos indicam altas taxas de erosão e propensão a inundações no baixo curso do canal principal, além de possíveis soerguimentos e indícios de atividades tectônicas ativas ou recentes presentes na bacia.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectGeomorfologia fluvialpt_BR
dc.subjectGeoprocessamentopt_BR
dc.subjectGeologia estrutural - Neotectônicapt_BR
dc.subjectMorfometriapt_BR
dc.titleCaracterização morfométrica da bacia hidrográfica do Córrego do Funil, Ouro Preto - Minas Gerais.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeLana, Cláudio Eduardopt_BR
dc.contributor.refereeCastro, Paulo de Tarso Amorimpt_BR
dc.contributor.refereeSouza, Maria Eugênia Silva dept_BR
dc.contributor.authorID13.2.1629pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Geologica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_CaracterizaçãoMorfométricaBacia.pdf6,41 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons