Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2865
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves, Kerley dos Santospt_BR
dc.contributor.authorOliveira Junior, Luciano Rocha de-
dc.date.accessioned2021-01-18T18:03:01Z-
dc.date.available2021-01-18T18:03:01Z-
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA JUNIOR, Luciano Rocha de. Saúde no trabalho: vivências de comissários de bordo no contexto estrutural do turismo. 2020. 104 f. Monografia (Graduação em Turismo) - Escola de Direito, Turismo e Museologia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2865-
dc.description.abstractEste estudo tem como es compreender as situações de trabalho e saúde dos comissários de bordo no trabalho, conhecer a organização do trabalho no âmbito do transporte aéreo, além de analisar o contexto do trabalho dos comissários de bordo no decorrer da pandemia de Covid-19. Assim sendo, desenvolveu-se com este trabalho uma pesquisa de cunho descritivo-exploratório, adotando a abordagem qualitativa, com base teórica e metodológica na Psicodinâmica do Trabalho. Utilizou-se da pesquisa bibliográfica e aplicação de questionário elaborado no Google Forms, a decisão em optar pelo questionário online foi tomada devido a pandemia global que exige o distanciamento social. Como resultado podese destacar que o planejamento da vida pessoal dos comissários depende da escala de trabalho. As principais percepções foram que o ambiente de trabalho em uma aeronave se torna um desafio, comissários passam muito tempo realizando suas funções dentro de um ambiente fechado e sem ventilação, assim como as condições ambientais presentes no interior da aeronave podem gerar sobrecarga física e psíquica. Sobre a organização do trabalho nota-se que a profissão possibilita ao trabalhador aprender coisas novas, embora existam normas rígidas para execução das tarefas. Os principais sintomas relativos à saúde mencionados foram a insônia, dores nas pernas, cansaço físico e mental. No decorrer da pandemia de Covid-19 houve uma oscilação que afetou a maior parte das empresas mudando a rotina e a forma de trabalho das companhias aéreas e dos comissários debordo. Observase que os comissários sofrem influência do trabalho e isso afeta em sua saúde, ocasionando em sintomas físicos, mas que de forma ampla se sentem satisfeitos com a profissão que escolheram seguir. Se o trabalhador possui a oportunidade de estar em organização flexível, ele tem a chance de tornar o sofrimento melhor, mais criativo e ter o prazer sucedido da resolução de uma situação que parecia muito difícil inicialmente.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAn error occurred on the license name.*
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectComissários de bordopt_BR
dc.subjectTrabalhopt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectSaúde - exercícios físicospt_BR
dc.titleSaúde no trabalho : vivências de comissários de bordo no contexto estrutural do turismo.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeAlves, Kerley dos Santospt_BR
dc.contributor.refereeAlves, Kenia dos Santospt_BR
dc.contributor.refereeRamos, Marcelo Vianapt_BR
dc.description.abstractenThis study has as purpose to understand the work and health situations of flight attendants at work, to know the organization of work in the field of air transport, in addition to analyzing the context of the work of flight attendants during the Covid-19 pandemic. Therefore, a descriptive-exploratory research was developed with this work, adopting a qualitative approach, with theoretical and methodological basis in the Psychodynamics of Work. We used the bibliographic search and the application of a questionnaire elaborated on Google forms, the decision to choose the online questionnaire was made due to the global pandemic that requires social distance. As a result, we can highlight that the planning of the personal lives of the commissioners depends on the scale of work. The main perceptions were that the working environment in an aircraft becomes a challenge, flight attendants spend a lot of time performing their functions inside a closed and unventilated environment, as well as the environmental conditions present inside the aircraft can generate physical and psychological overload. Regarding the organization of work, it is noted that the profession allows the worker to learn new things, although there are strict rules for the execution of tasks. The main health-related symptoms mentioned were insomnia, leg pain, physical and mental tiredness. In the course of the Covid-19 pandemic, you hear an oscillation that has affected most companies, changing the routine and way of working for airlines and flight attendants. It is observed that the commissioners are influenced by work and this affects their health, causing physical symptoms, but that they are broadly satisfied with the profession they have chosen to follow. If the worker has the opportunity to be in a flexible organization, he has the chance to make suffering better, more creative and to have the successful pleasure of resolving a situation that initially seemed very difficult.pt_BR
dc.contributor.authorID15.2.3368pt_BR
Appears in Collections:Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_SaúdeTrabalhoVivências.pdf1,47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.