Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2751
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBarella, César Falcãopt_BR
dc.contributor.advisorCosta, Adivane Terezinhapt_BR
dc.contributor.authorAlderete, Mikhaela Saliveros-
dc.date.accessioned2020-11-24T16:21:04Z-
dc.date.available2020-11-24T16:21:04Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationALDERETE, Mikhaela Saliveros. Análise do risco toxicológico e sua implicação no planejamento territorial: estudo de caso do arsênio e do cádmio no Alto do Rio das Velhas. 2020. 96 f. Monografia (Graduação em Engenharia Geológica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2751-
dc.description.abstractA caracterização de uma área contaminada é de grande importância para que se possa compreender as consequências da relação do homem com o meio ambiente. Em razão disso, buscou-se compreender o que a interferência antrópica pode ocasionar no Quadrilátero Ferrífero, visto que é uma região com evidencias de extração minerária desde do fim do século XVII até o tempo presente, e, somado a isso, esta região vem sofrendo uma crescente expansão demográfica. Sendo assim, ressalta-se a importância do estudo de uso e ocupação territorial para que seja possível analisar o impacto ambiental na região devido ao seu desenvolvimento, bem como compreender as consequências de exposição dos indivíduos a elementos potencialmente tóxicos. Nesse contexto, o presente trabalho apresenta a análise do risco toxicológico devido a ingestão de água contaminada por arsênio e cádmio na bacia hidrográfica do Alto Rio das Velhas. Para isso, foi necessário a utilização de ferramentas de geoprocessamento para realizar a junção de distintas bases cartográficas para obter como produto final um mapa de risco toxicológico para os elementos traço analisados (arsênio e cádmio). Após isso, buscou-se averiguar as atividades realizadas nas porções que apresentaram riscos toxicológicos mais elevados, afim de investigar a conexão entre o manejo do solo e o dano à saúde humana. Dessa maneira, os resultados demonstraram que o manejo agrícola foi o responsável por apresentar maiores danos a saúde. Além disso, o arsênio foi a substância que apresentou maiores danos, sobretudo para as regiões de Belo Horizonte, Nova Lima, Raposos e Ouro Preto, ao passo que o cádmio apresentou riscos mais elevados nas zonas de Nova Lima, Raposos, Itabirito e Ouro Preto. Ademais, o trabalho buscou verificar tendências futuras de uso do solo na região, e, por meio de bases cartográficas de concessão de lavra pode-se predizer e calcular o risco toxicológico. Ao averiguar a oscilação do risco na região considerando as atividades minerárias futuras, foi verificado que há uma tendência de diminuição de risco nestas áreas, sendo que o risco total se mostrou referente apenas ao risco carcinogênico do arsênio e ao coeficiente de perigo para o arsênio na faixa etária dos adultos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectGeoquímica ambientalpt_BR
dc.subjectÁgua - contaminaçãopt_BR
dc.subjectSolos - manejopt_BR
dc.titleAnálise do risco toxicológico e sua implicação no planejamento territorial : estudo de caso do arsênio e do cádmio no Alto do Rio das Velhas.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeBarella, César Falcãopt_BR
dc.contributor.refereeCosta, Adivane Terezinhapt_BR
dc.contributor.refereeLeão, Lucas Pereirapt_BR
dc.contributor.refereeGomes, Guilherme José Cunhapt_BR
dc.description.abstractenThe characterization of a contaminated area is of great importance in order to understand the consequences of man's relationship with the environment. As a result, we sought to understand what anthropic interference can cause in the Quadrilátero Ferrífero, since it is a region with evidence of mining extraction from the end of the 17th century to the present time, and, in addition, this region has been suffering growing demographic expansion. Thus, the importance of the study of territorial use and occupation is emphasized so that it is possible to analyze the environmental impact in the region due to its development, as well as to understand the consequences of exposure of individuals to potentially toxic elements. In this context, the present work presents the analysis of the toxicological risk due to the ingestion of water contaminated by arsenic and cadmium in the hydrographic basin of the Alto Rio das Velhas. For this, it was necessary to use geoprocessing tools to join different cartographic bases to obtain as a final product a toxicological risk map for the trace elements analyzed (arsenic and cadmium). After that, we tried to investigate the activities carried out in the portions that presented higher toxicological risks, in order to investigate the connection between soil management and damage to human health. In this way, the results showed that agricultural management was responsible for the greatest damage to health. In addition, arsenic was the substance that showed the greatest damage, especially for the regions of Belo Horizonte, Nova Lima, Raposos and Ouro Preto, while cadmium presented higher risks in the areas of Nova Lima, Raposos, Itabirito and Ouro Preto . In addition, the work sought to verify future trends in land use in the region, and, through cartographic bases of mining concession, toxicological risk can be predicted and calculated. When investigating the fluctuation of risk in the region considering future mining activities, it was found that there is a tendency to decrease risk in these areas, with the total risk being shown referring only to the carcinogenic risk of arsenic and the hazard coefficient for arsenic in age group of adults.pt_BR
dc.contributor.authorID15.1.1501pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Geologica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia_AnÁliseRiscoToxicológico.pdf3,8 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons