Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1841
Title: Influência de diferentes intervalos de tempo e temperatura de queima nas propriedades mecânicas de pelotas obtidas de resíduos de minério de manganês.
Authors: Teles Neto, Milton
metadata.dc.contributor.advisor: Lima, Margarida Márcia Fernandes
metadata.dc.contributor.referee: Lima, Margarida Márcia Fernandes
Queiroz, Rhelman Rossano Urzedo
Pereira, Caio César de Souza
Keywords: Pelotização
Minério de manganês
Reaproveitamento de resíduos
Resistência a compressão
Issue Date: 2019
Citation: TELES NETO, Milton. Influência de diferentes intervalos de tempo e temperatura de queima nas propriedades mecânicas de pelotas obtidas de resíduos de minério de manganês. 2019. 72 f. Monografia (Graduação em Engenharia Mecânica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.
Abstract: Devido à crescente escassez dos minérios ricos nos metais de interesse e à geração de resíduos com granulometria cada vez mais fina, a pelotização tem-se apresentado como o processo atual mais adequado para aproveitamento desses materiais. Este trabalho teve como objetivo o estudo da influência de diferentes intervalos de tempo e temperatura de queima na pelotização de resíduos de minério de manganês. A princípio, uma amostra do minério foi moída e peneirada até a obtenção de uma granulometria desejada, abaixo de 0,044mm. A seguir, fez-se misturas com 12% de carvão ativado, 9% e 12% de cal. Obtiveram-se pelotas com adição de água e as queimas foram realizadas em quatro condições de trabalho: 1155°C durante 10min, 1155°C durante 30min, 1160°C durante 10min e 1160°C durante 30min. Os produtos foram caracterizados por MO, MEV/EDS, difração de raios X, análise de imagem, perda de massa, densidade geométrica e ensaios de compressão. Todas as amostras, independentemente da condição de trabalho, apresentaram porosidade alta, típica de pelotas queimadas. Nas análises feitas em MEV/EDS detectaram-se fases com predominância de manganês e outras ricas em silício evidenciando a presença de quartzo. Pela difração de raios X foram detectadas as fases: bixbyita, jadeíta, magnesioferrita, bustamita, aegirina, diopsídio e braunita. A maior porosidade, (34,44 ± 6,48)%, foi encontrada para a condição de trabalho com 12% de CaO, queima a 1160°C por 30 minutos. De maneira geral, a perda de massa de todas as condições de trabalho se manteve próxima a 30%. A condição de trabalho com a maior perda de massa, (35,5 ± 0,03)%, foi para 9% de CaO, queima a 1160ºC por 10 min. Os valores de densidade geométrica das pelotas queimadas foram baixos. Para as pelotas com 9% de cal esses valores foram próximos a (1,20 ± 0,14)g/cm³ e para as amostras com 12% de cal, aproximadamente (1,05 ± 0,14)g/cm³. A maior resistência mecânica encontrada nos ensaios de compressão foi de (0,4338 ± 0,3)kN para a condição de trabalho com 12% de CaO, queima a 1160°C por 30min.
metadata.dc.description.abstracten: Due to the increasing scarcity of rich ores in the metals of interest and the generation of tailings with fine granulometry, the pelletizing has been presented as the most appropriate current process for the use of these materials. This work aimed to study the influence of different times and temperatures of burning on the pelletizing of manganese ore tailings. At the first time, a sample of the ore was ground and sifted until a desired particle size of 0.044mm. Thereafter, mixtures were made with 12% activated carbon, 9% and 12% calcium oxide. Pellets were obtained with addition of water and the burnings occurred under four working conditions: 1155°C for 10min, 1155°C for 30min, 1160°C for 10min and 1160°C for 30min. The products were characterized by OM, SEM/EDS, X-ray diffraction, image analysis, mass loss, geometric density and compressive strenght tests. All samples, regardless of the working condition, presented high porosity, typical of burned pellets. In the SEM/EDS analyzes, phases with predominance of manganese and silicon were detected, evidencing the presence of quartz. The X-ray diffraction detected the phases: bixbyite, jadeite, magnesioferrite, bustamite, aegirin, diopside and braunite. The highest porosity, (34.44 ± 6.48)%, was found for the working condition with 12% CaO, burning at 1160°C for 30min. In general, the mass loss of all working conditions remained close to 30%. The work condition with the largest mass loss, (35.5 ± 0.03)%, was for 9% CaO, burning at 1160ºC for 10min. The geometric density values of the pellets were low. For the pellets with 9% calcium oxide these values were close to (1.20 ± 0.14)g/cm³ and for samples with 12% calcium oxide, approximately (1.05 ± 0.14)g/cm³. The highest mechanical strength was of (0.4338 ± 0.3)kN for the working condition with 12% CaO, burning at 1160°C for 30min.
URI: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1841
Appears in Collections:Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_InfluenciaDiferentesIntervalos.pdf5,74 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons