Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1664
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTomaz, Cristiane Silvapt_BR
dc.contributor.advisorCruz, Regina Célia dapt_BR
dc.contributor.authorFigueiredo, Jucimar Aparecida de-
dc.date.accessioned2019-01-29T18:45:34Z-
dc.date.available2019-01-29T18:45:34Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationFIGUEIREDO, Jucimar Aparecida. Desafios e impedimentos na interação entre os profissionais das Unidades Básicas de Saúde e do CAPS II na produção do cuidado da pessoa com transtorno mental no município de Ouro Preto. 2018. 86 f. Monografia (Graduação em Serviço Social) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1664-
dc.description.abstractEste trabalho traz como discussão a interação entre os profissionais da Atenção Básica á Saúde e o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) do município de Ouro Preto/MG, no processo de produção do cuidado á pessoa com transtorno mental, com o objetivo principal de compreender os desafios e impedimentos para uma atuação integrada entre esses profissionais. Desta forma, foi apresentado o processo histórico da Reforma Psiquiátrica e as políticas que regulamentam esses serviços, a fim de estabelecer uma relação entre eles, além de apontar as propostas e ações desenvolvidas pelo Ministério da Saúde para que tal articulação aconteça. A pesquisa de campo contou com a colaboração de duas equipes de Saúde da Família, sendo um médico e um enfermeiro de cada Unidade Básica de Saúde e três profissionais da referência técnica, atuantes no serviço de CAPS II, esses encontros possibilitaram discussões amplas sobre o papel do CAPS e a sua real atuação no serviço de saúde mental no município, os desafios para a efetivação do matriciamento, os limites na prática da referência e contra referência, e os impactos da saída do Núcleo de Apoio á Saúde da Família nas estratégias de promoção, prevenção e no cuidado integral dos usuários de ambos os serviços, pois fragilizou a interação entre os profissionais da Atenção Básica e do CAPS II.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectCentro de Atenção Psicossocialpt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectPessoal da área de saúde públicapt_BR
dc.titleDesafios e impedimentos na interação entre os profissionais das Unidades Básicas de Saúde e do CAPS II na produção do cuidado da pessoa com transtorno mental no município de Ouro Preto.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo (a) autor(a) em 28/01/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeTomaz, Cristiane Silvapt_BR
dc.contributor.refereeCruz, Regina Célia dapt_BR
dc.contributor.refereeMendes, Flávia Aparecidapt_BR
dc.contributor.refereeDias, Nayara Bedetipt_BR
dc.description.abstractenThis paper discusses the interaction between the primary health care professionals and the Psychosocial Care Center (CAPS II) in Ouro Preto/MG, in the process of producing care for the person with mental disorder, with the main objective of To understand the challenges and impediments to an integrated action among these professionals. Thus, the historical process of the psychiatric reform was presented and the policies that regulate these services, in order to establish a relationship between them, in addition to pointing out the proposals and actions developed by the Ministry of Health so that this Articulation to happen. The field research was based on the collaboration of two family health teams, being one physician and one nurse from each basic health unit and three professionals from the technical reference, working in the CAPS II service, these meetings enabled discussions Broad about the role of CAPS and its real performance in the mental health service in the city, the challenges for the realization of the Matrix, the limits in the practice of reference and against reference, and the impacts of the output of the Family Health Support Center in the strategies D and promotion, prevention and integral care of the users of both services, because it weakened the interaction between the professionals of primary care and CAPS II.pt_BR
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_DesafiosImpedimentosInteração.pdf1,34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.