Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1429
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAttílio, Luccas Assispt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Mariana Aparecida-
dc.date.accessioned2018-11-26T14:20:56Z-
dc.date.available2018-11-26T14:20:56Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Mariana Aparecida. Uma investigação do crescimento econômico brasileiro (1996 - 2014) : taxa de câmbio e exportações. 2018. 62 f. Monografia (Graduação em Ciências Econômicas) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1429-
dc.description.abstractEste trabalho busca analisar, o crescimento econômico brasileiro, no período compreendido entre 1996 e 2014. Estudar a demanda agregada, particularmente, as exportações de bens e serviços, com o objetivo de investigar as restrições ao crescimento econômico no Brasil. Com base na teoria pós-Keynesiana, no modelo de Thirlwall (1979) e em Bresser Pereira (2012), foi construído um modelo de crescimento das exportações. Por meio do modelo Vetorial de Cor-reção dos Erros (VEC), com base nas estimativas de cointegração e na função Impulso e Res-posta. Os resultados mostram que a taxa de câmbio impacta positivamente no crescimento das exportações brasileiras. De acordo com os resultados obtidos, desvalorizações cambiais podem funcionar como forma de estímulo ás exportações, impulsionando as vendas externas.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectExportaçãopt_BR
dc.subjectCâmbiopt_BR
dc.subjectCrescimento econômicopt_BR
dc.titleUma investigação do crescimento econômico brasileiro (1996 - 2014) : taxa de câmbio e exportações.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 01/02/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeAttílio, Luccas Assispt_BR
dc.contributor.refereeMendes, Chrystian Soarespt_BR
dc.contributor.refereeMatos, Getúlio Alves de Souzapt_BR
dc.description.abstractenThis paper analyzes the Brazilian economic growth during the period between 1996 and 2014. We study aggregate demand, particularly as exports of goods and services, with the ob-jective of investigating one of the constraints to economic growth in Brazil. Based on post-Keynesian theory, with no Thirlwall model (1979) and Bresser Pereira (2012), we constructed a model of export growth. Through the use of the Vector Error Correction (VEC) model, based on cointegration estimates and the impulse response function. The results show that the ex-change rate positively impacts the growth of Brazilian exports. According to the results ob-tained, exchange devaluations can function as a stimulus to exports, boosting as foreign sales.pt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_InvestigaçãoCrescimentoEconômico.pdf1,17 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons