Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1296
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCeribeli, Harrison Bachionpt_BR
dc.contributor.authorGouveia, Pedro Nunes-
dc.date.accessioned2018-09-13T14:59:00Z-
dc.date.available2018-09-13T14:59:00Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationGOUVEIA, Pedro Nunes. Uma análise da relação ente a flexibilização dos arranjos laborais, a qualidade do ambiente de trabalho e a exaustão do trabalhador. 2018. 31 f. Monografia (Graduação em Administração) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1296-
dc.description.abstractEsta pesquisa teve como objetivo analisar a influência da flexibilização dos arranjos laborais e da qualidade do ambiente de trabalho sobre o grau de exaustão emocional dos trabalhadores. Como método de pesquisa, conduziu-se uma survey. A população do estudo incluiu os indivíduos que estavam empregados no momento da coleta de dados, habitantes dos municípios que compõem a Região Metropolitana da Grande Vitória, no estado do Espírito Santo, Brasil. Para análise dos dados, optou-se pela Modelagem de Equações Estruturais, por meio de duas abordagens: a Análise Fatorial Confirmatória e a Análise de Caminhos. Os resultados obtidos indicaram que a melhoria da qualidade do ambiente de trabalho e a flexibilização dos arranjos laborais reduzem a exaustão emocional dos trabalhadores. Além disso, observou-se que a flexibilização dos arranjos laborais, ao invés de ampliar eventuais conflitos e o isolamento social, contribui para a formação de uma percepção mais favorável do indivíduo a respeito da qualidade de seu ambiente de trabalho.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectTrabalhadores - saúde mentalpt_BR
dc.subjectHorário de trabalhopt_BR
dc.subjectRelações humanaspt_BR
dc.titleUma análise da relação ente a flexibilização dos arranjos laborais, a qualidade do ambiente de trabalho e a exaustão do trabalhador.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 20/02/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeCeribeli, Harrison Bachionpt_BR
dc.contributor.refereePessoa, Deborah Kelly Nascimentopt_BR
dc.contributor.refereeMagalhães, Jade Antunes Simõespt_BR
dc.description.abstractenThis research aimed to analyze the influence of the flexibility of work arrangements and the quality of the work environment on the degree of emotional exhaustion of workers. As a research method, a survey was conducted. The study population included individuals who were employed at the time of data collection, inhabitants of the municipalities that make up the metropolitan area of Vitória, in the state of Espírito Santo, Brazil. In order to analyze the data, we opted for the Modeling of Structural Equations, through two approaches: Factorial Confirmatory Analysis and Path Analysis. The results indicated that the quality of the work environment and the flexibility of labor arrangements reduce the emotional exhaustion of workers. In addition, it was observed that the flexibility of labor arrangements, instead of increasing conflicts and social isolation, contributes to the formation of a more favorable perception of the individual about the quality of his working environment.pt_BR
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_AnáliseFlexibilizaçãoLaborais.pdf1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons